terça-feira, 19 de agosto de 2008

Desconstrução

A falha no teu caráter não se concerta com cimento
Um fundamento errado compromete toda a estrutura de
qualquer argumento

E você me repete isso
mas como posso compreender
se quer que eu faça o que diz
quando nem você mesmo quer fazer

Seus olhos miram a TV
com tal concentração
enquanto eu preparo a argamassa
pra tua falha, em vão

Porque você se contenta com essa
débil construção
que se limita a ser tão horizontal,
tão grudada ao chão...
Já eu quero sentir a vertigem
de olhar de cima e além
Dos circos de concreto armado
prefiro ficar aquém

Enfim, digo-lhe que estou enfadada
desse encargo sem prazo para terminar
Então deixe-me subir sozinha minha escada
já que você nunca vai querer me acompanhar

...

Ludmila Pinto


1 comentário:

Nadedja L. disse...

Nossa virei fã do seu blog.. escreve mto beem ;DD

ass.: Nadedja L.